• Grelak Comunicação
  • Grelak Comunicação
  • Grelak Comunicação
Scudeler: “Chuva em Cascavel mostrou que o Moto 1000 GP tem um público fiel”

02/09/2014 - Scudeler: “Chuva em Cascavel mostrou que o Moto 1000 GP tem um público fiel”

Apesar do mau tempo, mais de 9.000 torcedores acompanharam corridas da quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade
Pilotos e organizadores do Moto 1000 GP enfrentaram um adversário inesperado na quarta etapa da temporada de 2014, no último domingo (31). A chuva forte verificada durante todo o dia em Cascavel (PR) tornou ainda mais desafiadora a busca por bons resultados nas corridas das quatro categorias do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. O mau tempo não inibiu, contudo, a presença expressiva da torcida no Autódromo Zilmar Beux.

Mais de 9.000 torcedores enfrentaram o domingo de chuva forte para ir ao autódromo – desses, pouco mais de 2.500 adquiriram credenciais de boxes ou ocuparam as áreas de hospitalidade organizadas pelos parceiros do Moto 1000 GP. Além de torcedores paranaenses, o GP Cascavel teve presença de espectadores sul-mato-grossenses e catarinenses. Argentinos e paraguaios organizaram caravanas a Cascavel para acompanhar o evento.

“O nosso público enfrentou a chuva, que não deu trégua em nenhum momento, chegou ao autódromo no início da manhã e só começou a deixar o autódromo depois da corrida da GP 1000”, frisou o promotor do Moto 1000 GP, Gilson Scudeler, citando a categoria principal do campeonato, disputada já no início da tarde. “Se por um lado a chuva comprometeu o GP para as equipes e para nós, por outro ela mostrou que o Moto 1000 GP tem um público fiel”.

A participação dos torcedores tem sido um dos pontos mais positivos do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade em 2014. “Foi assim na segunda etapa, em Interlagos, e na terceira, em Brasília. Em Cascavel nós observamos essa adesão considerando um panorama diferente, porque o dia de chuva não era nada convidativo para o torcedor sair de casa. A expectativa que o evento gera é maior a cada etapa e vem em uma linha ascendente”, disse Scudeler.

As motocicletas do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade utilizam a gasolina Petrobras Podium e o óleo lubrificante Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, fornecedora de pneus a todas as equipes inscritas. A Auto Service Logística é a transportadora oficial do evento, que conta também com o apoio de Suzuki, Beta Ferramentas, HPN, Servitec, LeoVince, Shoei e Tutto Moto.

Grelak Comunicação - Todos os direitos reservados
+55 45 3306-7199 / 99937-3877 - corrida@grelak.com.br